As pencas do Natal

A couve penca é uma variedade de couve bastante conhecida e cultivada, e é absolutamente imprescindível na época natalícia, para acompanhar o bacalhau e as batatas.
As minhas já estão plantadas desde o início de Maio, cresceram durante 2 ou 3 meses na terra antes de serem servidas à mesa. Entraremos em breve no Outono, e o frio e a menor exposição solar desacelera o crescimento de todas as coisas da horta quando comparado com a Primavera e o Verão.
couve penca

Como falei algures aqui, comprei as couves pencas, das mais brancas, na Feira de Espinho; vinte pencas, para ser mais exato; vinte pencas e doze brócolos, para ser ainda mais exato. Não existe grande ciência na plantação de couves pencas. O terreno onde serão plantadas deverá ser relativamente rico, de terra escura e rica em material orgânico - embora possa ser sempre enriquecido com composto ou estrume -, e com boa drenagem. Convém que haja água por perto, porque iremos precisar de regar até que as raízes se agarrem à terra e se soltem as chuvas outonais.
Para que tudo fique muito bem explicado, deixo um guia de como plantar couves pencas. É um guia meio tonto, mas poderá ser útil a alguém. Plantar pencas é um trabalho bastante simples, mas que exige algum treino prévio. Calculo que a maior dificuldade esteja no manejo da enxada. Para isso só conheço uma solução: treinar.

Materiais
1. enxada;
2. ancinho;
3. balde e pá pequena (para espalhar composto);
4. equipamento de trabalho (luvas e galochas ou outro calçado adequado).
Fases
1. limpar o terreno de ervas invasoras;
2. arejar o terreno, resolvendo a terra, com recurso a uma enxada e um ancinho;
3. abrir um rego;
4. espalhar composto no rego aberto;
5. cobrir ligeiramente com um pouco de terra (prefiro que as raízes não entrem de imediato em contato com o composto; coisas minhas);
6. colocar cuidadosamente as couves no rego, distanciadas entre si por cerca de 40 ou 50 centímetros (usei uma medida generosamente, porque tenho terreno com fartura e porque quero que tenham espaço para crescer);
7. tapar o rego com terra, recorrendo a uma enxada;
8. Regar cuidadosamente.
9. voltar ao passo 3 e repetir o processo até que acabem as couves; ou que escureça abruptamente, vá (embora esta seja uma péssima desculpa para não terminar o trabalho).

Quando
Finais de Agosto, inícios de Setembro (para as pencas de Natal; as pencas podem ser plantadas noutras alturas).

Duração
Cerca de 15 minutos para cada rego com 10 couves; mas muito menos se for um trabalho em equipa; depende da equipa, claro...

Feito isto, resta esperar que o tempo faça o seu trabalho e zelar para que os caracóis e a restante bicharada se mantenha longe das pencas. Na horta, a preparação para o Natal começa cedo, muito cedo.


7 comentários:

  1. para quem não sabe, é a explicação mais certa que podia ter.

    ResponderEliminar
  2. Boa explicação e com um toque de humor, sempre imprescindível em assuntos que também têm uma boa dose de suor (ervas daninhas).

    ResponderEliminar
  3. Ok. E com que produto afasto os caracóis e restante bicharada ?
    Sabe me dizer?
    As minhas aparecem tods comidas, o mesmo se passou com as alfaces durante o verão?
    Que devo fazer para acabar com isto?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se quiser afastar as lesmas e caracóis que muito contribuem para comer as peças pode, criar um caminho em volta das peças com cascas de ovos, e/ou colocar um prato com cerveja na horta que irá atrair os caracóis e as lesmas que depois morrem

      Eliminar
  4. Bom dia nunca plantei couve mas vou plantar um horta e decidi por couves pencas no quintal. Minha duvida é, quando tirar a couve penca o pe morre ou continua sempre a dar mesmo depois de cortar a penca. Sou bastante leiga em relação a cutivo.... obrigada

    ResponderEliminar
  5. Olá, Fabia. Não continuará, certamente, a dar como antes. Poderá acontecer 1 de 2 coisas: ou a planta morre, ou - o mais provável - continuará a dar uns raminhos muito tímidos que, com sorte, crescerão para uns grelos de couve saborosos. De qualquer modo, se não atrapalhar a horta, deixe ficar, sempre terá a certeza do que acontece. Boas culturas!

    ResponderEliminar
  6. Por favor, aqui na Margem Sul, conheci o "bago de arroz" nas couves. Não sei se pela Região de Espinho (sou de Arcozelo) nunca tinha ouvido falar nisso. Tem alguma dica que me possa dar para evitar essa larva. Obrigado (Saudades de Feira de Espinho) !!!!

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...