Ferramentas da horta

As ferramentas são objectos que o cérebro usa quando quer fazer alguma coisa. A primeira ferramenta do cérebro é, obviamente, o corpo; e, usando o corpo, o cérebro utiliza outras ferramentas ainda, empilhando ferramenta atrás de ferramenta. Por exemplo, o cérebro usa olhos que usam óculos para controlar o estado da horta. Os óculos não são, obviamente, uma ferramenta específica para a horta. Outras serão. Por exemplo, a enxada. Por exemplo, a tesoura de podar. Por exemplo, a mangueira para regar. Se formos a pensar bem, são imensas as ferramentas que usamos na horta. E são tão imensas que algumas casas se especializaram a vendê-las. Começam na navalha de enxertia e vão parar ao tractor. Das mais simples para as mais complexas. Das mais primitivas para as mais modernas. Das mais rústicas para as mais sofisticadas. Para cuidar de uma horta como a minha, não são necessárias ferramentas muito sofisticadas. Já por lá andou um tractor, contratado, para preparar a terra. Mas foi vez única. Não é ferramenta que use. As minhas ferramentas são muito simples. Ainda assim, são bastantes. Elencá-las de cabeça não é fácil, e ainda não me dei ao trabalho de ir apontando o que uso. Faz sentido pensar que a ferramenta de excelência da horta seja a enxada, logo seguida do regador, já que a horticultura é, sobretudo, terra e água. Caso houvesse a imagem de um horticultor na caverna de Platão, ele, com grande probabilidade, portaria uma enxada ao ombro e no seu cabo estaria enfiado um regador. Azul. Ou vermelho. Aproveitando o oco do regador, outras pequenas ferramentas retiniriam no caminho para a horta. Mas vamos a ver se me lembro. Enxadas. 2 ou 3 diferentes. A maior serve-me pouco, uso-a quando é preciso cavar fundo. A média uso-a para plantar e acertar os canais de água e para sachar erva em espaço mais desafogado. Quanto à pequena,  o sacho - ou sachola -, uso-a para sachar com cuidado por entre as plantas sem correr o risco de estragar nenhuma. Desta família das enxadas, também uso o ancinho para quando a erva sachada é muita e precisa de ser catada para um monte. Depois temos o material para a rega. O regador, o mangueira, os bidões de água, uma união para as mangueiras quando a distância é grande e a mangueira é curta, e um ou outro balde, incluindo um deles feito com a embalagem do detergente da máquina. Isto é o essencial, depois há uma variedade de pequenas e grandes coisas: facas, tesouras, martelos e marretas, cordas... Felizmente, o ferramentário do avô da S. está bem apetrechado, senão onde iria buscar eu tanta coisa? Podemos ainda falar de outro tipo de instrumentos que, não sendo exactamente ferramentas, tornam-se imprescindíveis; falo de luvas, de umas boas botas, do creme protector solar (este calor não brinca), de um boné, de uma garrafa de água... e a lista continua. Moral da história: quem quer cultivar uma horta deve precaver-se com bastantes ferramentas e também com um lugar generoso onde as guardar. 

enxadas para a horta
Uma família de enxadas: enxada média, sachola, enxada grande, ancinho
ferramentas horta
Várias ferramentas para a horta: tesoura de podar, bidão aspersor, cordel, marreta (serviu para enterrar estacas), luvas, tesoura (sim, esta é uma tesoura da escola...), botas

4 comentários:

  1. Ainda bem que estás bem ferramentado, mas gostava de te pedir que deixes a tesoura cor-de-rosa da tua filha sossegada e usa tesouras para o teu tamanho. Tens no Aki, Leroy Merlin ou em qualquer outro horto de Vila Nova de Gaia. Muito agradecida!

    ResponderEliminar
  2. Olá
    Ate dói só de olhar para estas fotos...LOL

    Cumprs e boas...cavadelas
    Augusto

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma visão do paraíso das ferramentas, :)

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...