Glass-K, o substituto biológico do sulfato

De acordo com o Luís, o tal que capou os tomates, os tomateiros estariam a precisar de sulfato, para os proteger do míldio e outros que tal - e enumerou um rol de doenças dos tomateiros que eu não consigo reproduzir. "Tens de sulfatar os tomates senão isto estraga-se tudo, e é uma pena", disse-me ele, mais ou menos nestes modos. Como não sou especialista, nem para lá caminho, nas dores e no sofrimento das hortícolas, acato com solenidade toda e qualquer sugestão que enriqueça e melhore o meu trabalho, e que eu muito agradeço. De acordo com o que a memória me dita, sempre vi os tomateiros cobertos por uma tinta azul, com um cheiro muito característico - o sulfato. E lembro-me de ver o meu pai com uma máquina sinistra às costas, e que lhe emprestava um ar de personagem de ficção científica, com os seus tanques de oxigénio que serviam, simultaneamente, para respirar e para combater os malvados dos extraterrestres. Era a mítica máquina de sulfatar. Quando se falava em sulfatar lá em casa, logo um aroma característico me chegava às narinas; e já sabia: naquele fim de semana, nada de dormir até mais tarde, tudo rumava para os campos e sulfatava-se de manhã ao entardecer. Era este azulado que esperava encontrar quando fui à loja dos meus amigos da Sograpa perguntar se tinham sulfato - a pergunta é estúpida, trata-se de uma loja de produtos para a agricultura... Perguntei também se era um produto tóxico e, a ser tóxico, se haveria alternativa biológica. Recomendaram-me o Glass-K. Disseram-me que mantinha as mesmas funções do sulfato e, além disso, também favorecia a floração e a frutificação e isso tudo. Trata-se de um indutor de resistências com potássio, e isso parece-me coisa de respeito para se dizer de um produto biológico substituto do sulfato. Procurei no site que vem na embalagem e também fiquei a saber que o produto é composto por potássio e fósforo e que favorece os açúcares para o fruto... A mim parece-me coisa boa. Durante a tarde andei entretido a borrifar toda a minha horta, incluindo couves, alhos, cebolas, tomates, pepinos, curgetes e tudo o que mais por lá anda e desanda. Para minha enorme tristeza, o produto não tem aquela magnífica, e quase mítica, cor azul do sulfato. Não tem mesmo cor nenhuma. O Glass-K é incolor e ninguém percebe que a horta está "sulfatada". Os produtos biológicos ainda tem muito para aprender com o produtos tradicionais, e a cor é uma delas.

Sulfato biológico
Glass-K, o substituto biológico do sulfato

10 comentários:

  1. Olá
    Não conhecia...
    A loja de que fala onde se localiza?

    A propósito de sulfato há um mês atrás, mais coisa menos coisa, vi o «tomatal atacado por fungos. Nas muitas diligências que fiz para encontrar algo que me ajudasse a salvar a cultura, entrei em contacto com um laboratório que me aconselhou os produtos ( que utilizei e que resultaram)e que acrescentou que os tomateiros adultos reagem mal aos preparados com cobre.
    E o que é facto é que, sempre que utilizo calda Bordalesa na dose máxima indicada para tomateiros, no outro dia as plantas estão todas encurrilhadas...embora acabem por recuperar.

    Cumprs
    Augusuto


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esta loja fica no Ameal, Pedroso. Não sei a morada, nem aparece nada na internet, curiosamente. Mas é lá. Obrigado pela dica da calda. Ja muito ouvi falar desse nome, é um preparo mítico das hortas, mas nunca usei. Existe algum laboratório que possamos consultar quando tivermos dúvidas? Obrigado, Augusto.

      Eliminar
    2. Correcção: a loja chama-se Sopraga e não Sograpa. Está explicado por que razão não aparecia nada na internet. Fica a morada completa.

      Sopraga - Sociedade de Produtos Agrícolas e Pecuários, Lda.
      Morada: R. Ameal 680 Ameal, OLIVAL VNG, PORTO 4415-686
      Tel: 227645645

      Eliminar
    3. Ainda não usei e por isso não sei se funciona, mas li num livro sobre agricultura biológica que um bom substituto da calda bordalesa é o leite gordo (1litro de leite por 10 litros de água).

      Eliminar
    4. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    5. Leite gordo? Nunca tal ouvi. Se usar, diga como correu. Eu gosto muito do glass-k, acho que dá um resultadão. Abraço.

      Eliminar
  2. Olá

    Amigo Lopes, obrigado pelas dicas.
    Sites bons e amigos para nos ajudarem nas horas das pragas:

    http://www.bayercropscience.pt/internet/culturas/selc_cultura.asp

    http://www.syngenta.com/country/pt/PT/PRODUTOS/PROTECCAO_DE_CULTURAS/Pages/home.aspx

    Cumprs e boas pesquisas.

    Augusto

    ResponderEliminar
  3. Boa noite,
    PF pode-me dizer como preparar o Glass K?
    O meu borrifador leva 10L, já li o rótulo de um frasco de Glass K que comprei, mas, não sei qual é a quantidade a misturar por cada Litro de àgua.
    Com os meus agradecimentos, fico ao dispôr
    Maria de Jesus

    ResponderEliminar
  4. Olá, Maria de Jesus. Não lhe sei responder. Sugiro-lhe que contacte o seu vendedor. Boas culturas.

    ResponderEliminar