Hortas urbanas #2

Quando escasseia a terra, sobeja o engenho. Este pedaço ridículo de terra, pobre em nutrientes mas rico em vapores e químicos libertados pelos fumegantes comboios, plantou-se com vista privilegiada para a linha férrea. Um pedaço de terra anónima transformou-se numa minúscula e ainda assim caótica horta urbana. A nesga de horta, 1 metro de largura de terra, rebenta de alfaces, couves, uma ou outra abóbora e uma framboesa mais ao fundo.


Sem comentários:

Enviar um comentário