Apenas uma pergunta inocente

O que farei com tantas favas? Tantas, tantas! É só o que queria escrever perguntando. Deixo a resposta aqui a elaborar num canto mais sossegado da consciência. Depois vou visitá-la para ver se cresceu e está madura para colher. A resposta. As favas, essas, incharam no sol destes dias. Sacos e mais sacos. O que farei com tantas favas? E fico a pensar nelas. Ou um canto pequeno fica a pensar. O canto de pensar as favas. Afinal, todos temos favas na consciência. Ou é de mim?


2 comentários:

  1. secas são muito nutritivas e é uma boa forma de experimentar uma técnica diferente

    ResponderEliminar
  2. Secas? Nunca comi. Vou investigar isso. Obrigado pela dica.

    ResponderEliminar