A apanha da cebola

Li algures que a apanha da cebola deverá ser feita no quarto minguante, caso contrário poderão espigar em casa. Por mero acaso, e se as minhas contas não se enganam, foi quando tal aconteceu na horta, no dia 2 de agosto. Uns dias atrás, tinha-lhe dobrado a rama, porque olhei para elas e percebi-as cansadas de tanto crescer. Quero eu dizer, nem todas mostravam inquietudes assim; algumas pareciam muito sossegadinhas na terra, muito preguiçosas, tão preguiçosas que nem a alegria de crescer as espevitou, e ficaram cebolas mínimas, um bolbo infantil de quem parecia ainda querer brincar no escorrega e nos baloiços da horta. Ora, parque infantil é coisa que não existe na horta, e nem tenho planos para instalar equipamento desta ordem. Portanto, olhei para elas fixamente e disse-lhe "está na hora" (como se sabe, na minha horta há pessoas que falam com as plantas). Ou nem foi nada disto. Simplesmente, pareceu-me que o ciclo de crescimento das cebolas findava e estava na hora de as recolher. Foram plantadas no início de maio, e 3 meses pareceu-me mais do que tempo para crescerem o que tinham para crescer. E cresceram muito desigualmente. Algumas delas transformaram-se em cebolas esplendorosas, daquelas que facilmente ganhariam prémios caso houvesse concursos para cebolas, outras parecem não ter gostado muito do plantio. Eu julgo saber a diferença no crescimento. Algumas foram correctamente plantadas - foi o avô da S. quem as plantou -, outras muito atrapalhadamente foram enterradas - fui eu quem as plantou. Julgo que as terei enterrado por excesso. Coisas de iniciado. E como foram tão enterradas na terra, não respiraram o suficiente para que insuflassem daquele modo que apenas as cebolas sabem. Terei tido, julgo eu, medo que as cebolas não agarrassem a terra, e por isso as plantei tão fundo. De um modo geral, alegro-me com o resultado. Afinal,  foi a minha primeira plantação de cebolas e não correu assim tão mal quanto isso. As cebolas descansam agora à sombra, num local arejado, para que recuperem dos calores da terra e possam assim guardar-se para além dos rigores do inverno. Ao longo do seu crescimento, a cebola revelou-se vermelha. De facto, quando a comprei não lhe sabia a cor ou a preferência clubística. A minha mãe diz que é a melhor cebola; quanto mais escura, melhor. Este ano, apenas cultivou cebola amarela e cebola branca. Não que tivesse havido intencionalidade no acto. Quando as compramos nunca sabemos muito bem ao que vamos, pouca gente lhes anuncia as características. Calculo que a melhor forma de controlar este aspecto será comprar sementes e não plantas. A ver vamos o que faremos para a próxima. 

apanha da cebola


5 comentários:

  1. Olá
    São como as minhas...nem grandes, nem pequenas...antes pelo contrário.LOL
    São de produção própria e isso é o mais importante.
    As minhas também já estão «emcambadas»...só não sei é como estava a lua aquando da colheita...mas dada a quantidade, provavelmente não terei que me preocupar pois não terão tempo para espigar...LOL

    Cumprs
    Augusto

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que é "encambadas"...? As minhas cebolas também são coisa pouca. A comê-las como devem ser comidas, não sobrarão além do Verão. Abraço.

      Eliminar
  2. Viva
    Para os meus lados encambar as cebolas é colocá-las em tranças como por vezes se vêm à venda.

    http://aulete.uol.com.br/encambar

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah! Nesse caso, tenho a informar que tentei encambar as minhas cebolas na terça-feira e que ficaram uma bela de uma desgraça. O melhor que consegui foram raminhos, e bem tortos, por sinal. Enfim...

      Eliminar
  3. Para a próxima será melhor...concerteza. ;-)

    ResponderEliminar