Semear favas

Semear favas é muito simples e não requer grandes conhecimentos ou grande técnica. Deixo-vos um pequeno guia para o fazer sem complicações.
De facto, semear favas não é exercício de precisão. Pelo contrário, e a atentar nas manobras que o meu tio-avô executa no terreno ao lado da casa dos meus pais, trata-se das coisas mais simples que a horticultura, e a agricultura, sua parente pobre, deram à luz no dia em que o sedentarismo nasceu. Passo, portanto, a explicar a forma como ele semeia favas: lavrar, estrumar, semear; e deixa aquilo tudo por lá até que as papoilas floresçam mais do que as favas - quando chega a altura da apanha, meus senhores, o terreno transforma-se num jardim de papoilas e herbáceas várias, e nunca sabemos se o maior fruto da época é a fava ou a cor da papoila. 

sementes de favas
Juro a pés juntos que assim é. Pode ser que, pelo meio do Outono, ou mesmo quando o Inverno começa a morder as canelas, ande por  lá escondido às custas de um oleado verde, confundindo-se com as oliveiras e as plantas invernosas. Mas nunca fiando. Eu nunca o vi em preparos tais. Apenas retenho esta coisa simples: lavrar, estrumar, semear. A semeadura, tenho para mim, é feita a olho, sem precisão, com mãos velozes catando a semente do balde. Não o sei. Ficam-me estes modos na cabeça, e podem eles nem assim ser. Voltemos, todavia, ao presente e deixemos estas memórias pouco exatas. Na passada sexta-feira, e este é o assunto que interessa, e sobre o qual queria escrever, e escrever com aprumo, dizendo coisas correctas e certeiras, em nada recorrendo a imagens poéticas ou arredondamentos inúteis, semeie as minhas primeiras favas. Comprei sementes nos meus amigos da Sopraga. Foram baratas, comprei uns 200 gramas por 90 cêntimos, querendo isto dizer que o quilo pesaria 4 euros e meio. Anunciava-se no saco fava algarvia. Não o posso afiançar, apenas distingo as favas algarvias das favas de outros lugares pela forma como falam, e estas desde o início mostraram grande relutância em dizer uma palavra que fosse. Com um pouco mais de investigação e concluiria ter comprado favas mudas, o que não faria diferença alguma nem as menorizaria perante as favas falantes. Na altura, perguntei na loja como semearia as favas e tratei de comparar o processo que me foi descrito com aquele que transporto na memória. O processo que me foi descrito é demasiado confuso para que o possa descrever aqui. Aliás, o processo que me foi descrito é demasiado confuso para que o descreva para mim. Concluindo: nada percebi. Concluí o seguinte: semear favas é exercício confuso, tonto e deixado ao acaso dos acasos. Uma coisa retive: estrume e adubo; as favas gostam de estrume e adubo. Não são nesta particularidade distantes de outras hortaliças. Como quero  manter alguma disciplina nas coisas que crescem na horta, resolvi que o melhor seria usar o sistema de semear por regos. Semear por regos é extremamente simples. Um ponto de partida essencial é que a terra esteja fofa. Caso não esteja, convém que seja cavada com alguma profundidade para que as  entranhas sejam revolvidas. Uma enxada serve; no meu caso serve, quero eu dizer. Se o terreno for médio ou grande, é melhor pensar numa solução mecanizada. Uma moto-enxada ou mesmo um tractor. Semeei, dizia, as favas rego a rego. Não tem nada que saber: abrir o rego, espalhar um pouco de estrume, semear as favas distanciando-as por cerca de 15 centímetros, cobrir o rego. Depois aguardamos que a sabedoria da Natureza se cumpra. Favas é coisas que demora a florir e frutificar, e só para Maio se colherão, não faz muito sentido que nos sentemos à espera que o milagre se dê, mas com sol assim, quente e amarelo, não há como resistir. 

semear favas

Permitam-me que simplifique isto, numa espécie de "Faça você mesmo".

Antes de começar
  1. Terreno lavrado e limpo

O que devemos ter
  1. Enxada
  2. Balde (para o estrume)
  3. Sementes de fava
  4. Estrume

Como fazemos
  1. Abrir o rego com uma enxada
  2. Espalhar um pouco de estrume
  3. Semear as favas, com um intervalo de 15 a 20 centímetros
  4. Cobrir o rego
  5. Voltar as início


Depois disto, sentamo-nos e sorrimos ao sol de Outono. Nada melhor. 

3 comentários:

  1. As «minhas» já estão na terra e foram semeadas com mais «técnica»....sim....afinal de contas também era de cor roxa.:-)

    Cumprs e boas sementeiras.

    Augusto

    ResponderEliminar
  2. Favas roxas? Onde se arranja disso? Abraço, Augusto.

    ResponderEliminar
  3. Viva
    É o markting, amigo...LOL
    Deve ser um qualquer conservante com que as pintam.....
    E o facto é que um ou dois anos depois de compradas, ainda continuam a germinar.

    Cumprs
    Agusto

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...